A cidade de Lavras e o Setembro Amarelo

A prevenção do suicídio foi o tema que movimentou a cidade de Lavras no final de semana de 28 e 29 de setembro (sábado e domingo). Setores da sociedade local se uniram para discutir um assunto que vem se tornando um problema de saúde pública nacional. Houve um workshop no sábado e uma concentração no domingo, eventos que foram organizados pela Associação Mineira de Psiquiatria (AMP) do Sul de Minas, com apoio da Comissão OAB Cidadã, Universidade Federal de Lavras (Ufla), por meio do Núcleo de Saúde Mental, Núcleo de Psiquiatras do Sul de Minas e Vigilância Sanitária da prefeitura da cidade.

Na manhã de sábado houve o workshop com o título Sobre suicídio e depressão: não silencie, di-vida, que contou a presença do presidente da AMP, Humberto Correa. citou sobre os números dos casos de suicídio no mundo e no Brasil, enfatizando como aqui o problema é negligenciado. Palestrou no evento, ainda, o psicólogo Ismael Pereira de Siqueira, do Centro Universitário de Lavras (Unilavras), seguido de mesa redonda coordenada pelo psiquiatra Hugo de Paiva Teixeira Júnior, da AMP Sul de Minas.

A mobilização popular ocorreu durante o domingo pela manhã, com muita música, orientação e distribuição de camisas e cartilhas. A concentração popular teve como objetivo levar à população uma reflexão social, criando espaço para que as pessoas entendam o problema e saibam também como ajudar e procurar ajuda.

“Atingimos nosso objetivo que era passar a ideia da prevenção do suicídio, para que as pessoas possam entender um pouco mais sobre o comportamento suicida e o suicida em si. Foi muito interessante a participação da sociedade e pretendemos continuar com a organização do evento no ano próximo”, disse o psiquiatra Hugo de Paiva Teixeira Júnior.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


nove × = 27