Psiquiatria – “Quo Vadis”

Os psiquiatras mineiros devem se preparar para participar da XXII Jornada Mineira de Psiquiatria e do IX Congresso Latino-Americano de Prevenção do Suicídio, que acontecerão de 11 a 13 de junho de 2020 e deverão superar os resultados positivos de 2019.  O tema escolhido este ano para a Jornada é “Psiquiatria – “Quo Vadis” e  ilustra bem as incertezas do mundo atual, da medicina e, em especial, da psiquiatria. As inscrições devem iniciar ainda em novembro.

Por que “Quo Vadis”?

“Quo Vadis” é uma expressão latina que significa “Aonde vais?” e teria sido dita por Pedro a Jesus, que lhe apareceu na Via Ápia, quando este fugia da perseguição de Nero em Roma, onde seria crucificado. Jesus disse que iria a Roma para ser crucificado novamente, já que Pedro abandonara a cidade. Pedro, então, voltou a Roma e continuou a pregar o evangelho, até ser crucificado de cabeça para baixo.

O termo, usado algumas vezes na Bíblia, foi tema de  uma das obras mais importantes sobre a perseguição dos poderosos aos cristãos no início da era cristã, de  autoria do escritor polonês Henryk Sienkiewicz. O filme épico “Quo Vadis”, de 1951, baseado no livro, fez sucesso mundial, tendo lançado duas grandes atrizes, até então desconhecidas, Sofia Loren e Elizabeth Taylor.

Ao se apropriar de expressão “Quo Vadis”, a AMP pretende usar todo o seu  simbolismo para buscar os caminhos que a psiquiatria vai seguir para dar continuidade ao seu trabalho no enfrentamento de um futuro repleto de novidades não somente na área médica, como também na sociedade.

Para Humberto Correa, presidente da AMP, o importante é a Jornada de 2020 ser mais grandiosa que em 2019. “Este é o nosso grande desafio e temos certeza que conseguiremos o objetivo”.

Mais informações pelo site: www.psiquiatriamg.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


− dois = 7