XXI Jornada Mineira de Psiquiatria movimenta a capital mineira

A Associação Médica de Minas Gerais recebe uma das mais importantes jornadas de psiquiatria do Brasil

A XXI Jornada Mineira de Psiquiatria foi aberta oficialmente no dia 20/06 às 19 horas e contou com a presença na mesa da presidente da Associação Brasileira de Psiquiatria, Carmita Abdo; do presidente da Associação Mineira de Psiquiatria, Humberto Correa; Walter Antônio Pereira, presidente da Academia Mineira de Medicina, Cláudia Navarro Carvalho Duarte Lemos, presidente do Conselho Regional de Medicina de Minas Gerais, Maria Inês de Miranda Lima, presidente da Associação Médica de Minas Gerais e Amélia Pessoa, representante de Fernando Luiz de Mendonça, presidente do Sindicado dos Médicos de Minas Gerais.

Com cerca de 350 pessoas, a plateia pôde presenciar a entrega do Concurso de Jornalismo da AMP e duas das mais significativas conferências do evento. A Jornada Mineira de Psiquiatria abrigou também nessa edição a XV Jornada AMP Sudeste de Psiquiatria e o IV Simpósio Latino-americano de Prevenção do Suicídio, além do XII Simpósio de Neuromodulação da Associação Brasileira de Estimulação Cerebral (ABECer).  Sua grade de programação contou com três dias de conferências, mesas redondas, painéis e cursos nos quatro eventos. O tema da Jornada Mineira tratou da psiquiatria e suas conexões. 

Para o presidente da Associação Mineira de Psiquiatria (AMP), Humberto Correa, o aspecto inovador do evento este ano está em conformidade com o tema escolhido. “As pessoas estão conectadas a diversos pontos. Hoje há um complexo número de conexões que fazem parte da vida das pessoas. Como é essa realidade para o ser humano, como a psiquiatria entra nisso?” Para o Correa, que avaliou o evento como um dos melhores dos últimos anos, a psiquiatria, como outras especialidades, tem se preparado para  conviver com o mundo virtual da atualidade, buscando reciclar seus conhecimentos na área

Concurso AMP de Jornalismo

Os quatro eventos simultâneos reuniram mais de 500 pessoas entre psiquiatras, residentes e acadêmicos de medicina. Neste ano a Jornada  contou com o concurso AMP de Jornalismo, cujos premiados foram conhecidos na cerimônia de abertura: Rafaela Mansur, do jornal O Tempo, com a matéria “Arte ajuda em tratamento de pacientes no Galba Veloso”; Verônica Pimenta, da Rádio Inconfidência, com a reportagem “O suicídio”; e Tábata Poline, da Rede Globo, com a reportagem “Residências Terapêuticas devolvem a liberdade para pacientes com sofrimento mental”. O objetivo do concurso foi aproximar a imprensa da especialidade, desmistificando os aspectos que envolvem os transtornos mentais e o estigma que pesa sobre a psiquiatria e seus pacientes.

Logo após deu-se início aos trabalhos, com duas conferências importantes, sendo a primeira delas com o psiquiatra Jair Soares sobre as Novel Strategies for Management and Treatment of Refractory Depression.  Nela pôde-se conhecer os métodos e tratamentos contra a depressão em diversos âmbitos, desde medicamentos a tratamentos mais inovadores.

Para fechar o primeiro dia de Jornada, a presidente da ABP Carmita Abdo fez uma conferência sobre A Neossexualidade e seus Impactos na Psiquiatria. Sobre a XXI Jornada Mineira de Psiquiatria, ela disse que o evento alcançou a maturidade e a maioridade. O número 21 é bastante significativo porque existe uma jornada muito grande, com várias salas funcionando ao mesmo tempo, cursos,  uma diversidade de temas, convidados nacionais e internacionais. É realmente uma jornada muito bem organizada e que está se desenvolvendo de uma forma excelente. “Eu vejo a psiquiatra mineira na vanguarda da psiquiatria brasileira, como sempre”, finaliza.

 

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


5 + = sete