Caminhada “amarela” Lagoa da Pampulha

AMP consolida o mês de setembro como um dos mais importantes do calendário da saúde pública no país

No último dia 11 aconteceu na capital mineira a Caminhada do Setembro Amarelo de 2021. O evento, já tradicional nas programações da campanha de prevenção ao suicídio, este ano foi realizado na Pampulha com concentração no estádio do Mineirão indo até a igreja São Francisco de Assis à beira da lagoa. A caminhada recebeu centenas de participantes com a presença da imprensa e de várias personalidades do setor da saúde mental do estado.

O suicídio é um grave problema de saúde pública, segundo a Organização Mundial de Saúde, que, em pesquisa realizada no ano de 2016, revela números assustadores. Cerca de 800 mil pessoas (um suicídio a cada 40 segundos) em todo o mundo morrem por autoextermínio e um número ainda maior tenta previamente se matar. Trata-se da segunda principal causa de morte entre jovens com idade entre 15 e 29 anos e 79% dos suicídios no mundo ocorrem em países de baixa e média renda. No Brasil foram registrados 13.467 suicídios, uma taxa de 6,1 a cada grupo de 100 mil mortes, menor que a taxa mundial, mas mesmo assim, ainda alta.

O objetivo da caminhada é, anualmente, reunir médicos, alunos de medicina e profissionais da saúde mental, na divulgação da importância da Campanha Mundial de Prevenção ao Suicidio. Todos estavam devidamente identificados com a camiseta oficial da campanha e máscaras amarelas, seguindo os protocolos de higiene ao combate do covid-19 e de distanciamento social. O evento foi uma parceria entre a Academia Mineira de Medicina, a Associação Médica de Minas Gerais, a Associação Mineira de Psiquiatria, o Conselho Regional de Enfermagem do Estado de Minas Gerais, o Conselho Regional de Medicina de Minas Gerais, o Movimento Renova Galba, a OAB Minas Gerais e o Sindicato dos Médicos de Minas Gerais.

Objetivando prevenir e diminuir essa estatística, a campanha Setembro Amarelo, criada em 2014, cresceu e conquistou todo o Brasil. Um dos seus mais importantes objetivos é fazer com que o estigma relacionado à morte por suicídio diminua.

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


8 − = sete