Relação entre psicoterapias e acolhimento da população é abordada em webinar

A pandemia da Covid-19 trouxe um olhar atento para a importância das psicoterapias, cada vez mais procuradas pela população. De forma geral, esse foi um dos pontos concluídos durante a sexta edição do Ciclo de Webinares da AMP, que reuniu psiquiatras diversos para falarem sobre os impactos do isolamento na saúde mental dos pacientes. O momento contou com a participação dos profissionais Fernando Grossi e Marília Lemos, além do debatedor Paulo José Teixeira. O presidente da AMP Humberto Correa foi responsável por conduzir a conversa.

Em uma fala que passou por temas como o luto e os impactos nos sonhos durante o atual cenário, Marília foi enfática ao dizer que esse é um momento que se vence em conjunto. “Enquanto a Ciência não nos apresenta uma vacina, podemos combater essa guerra com solidariedade e laços comunitários. Essa é a importância da psicoterapia: oferecer um espaço de acolhimento, elaboração e escuta”, compartilhou.

Com base em textos de Freud, Lacan e casos clínicos, Fernando fez um panorama sobre os estados de angústia do sujeito, seus sintomas e possíveis consequências da expectativa ansiosa. O profissional explicou que o quadro “pode evoluir para formas crônicas, com sintomas atenuados associados a fobias. Destaque para as agorafobias e sintomas obsessivos como medidas protetoras para evitar o sofrimento.”

Por fim, Paulo aproveitou para enfatizar como os atendimentos à distância ou utilizando máscara diferem da abordagem tradicional, já que são alternativas relativamente novas. Logo depois, falou desse mal-estar generalizado que nos acompanha desde então. “O que me chama atenção é como isso altera nossas certezas e visões de mundo. Estamos não só assustados, mas inseguros quanto ao presente e futuro.”

As perguntas do público, organizadas por Humberto, preencheram o momento final do encontro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


+ 5 = sete