MP vai recorrer da decisão do juiz de indeferir liminar contra o fechamento do Galba

O Ministério Público do Estado de Minas Gerais ajuizou uma ação civil pública contra o estado e Fundação Hospitalar do Estado de Minas Gerais (Fhemig) por desativarem as dependências do Hospital Galba Velloso para o  atendimento a leitos de pacientes com a Covid-19.

Impetrado  no dia 31 de março, o processo determina, entre outras questões que, como o estado só conta com mais dois hospitais psiquiátricos públicos em seu território, o atendimento aos pacientes com sofrimento mental seria sufocado, deixando por conta das famílias a atenção dos pacientes, muitos delas sem condições de dar-lhes a assistência necessária.

No dia 13 de abril, a 2ª Vara da Fazenda Pública e Autarquias indeferiu a liminar que solicitava urgência no atendimento à ação. No entanto, o MP informou que o processo continua normalmente até a decisão final. O recurso está sendo trabalhado para que o MP consiga a liminar no Tribunal de Justiça do Estado de Minas Gerais.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


cinco × = 35