Sessão Comentada do Filme Pureza: doenças mentais na escravidão moderna

 Pureza (Filme ganhador de 28 prêmios nacionais e internacionais)

Renato Barbieri,  diretor do filme Pureza, estrelado pela atriz Dira Paes e grandes atores brasileiros, estará em Belo Horizonte no dia 27 de setembro para um debate sobre o trabalho escravo e suas consequências na saúde mental das pessoas submetidas a esse tipo de serviço, infelizmente ainda presente no submundo de grandes latifúndios pelo interior do Brasil.

O filme, baseado em fatos reais, conta a história de Pureza Lopes, mãe de Abel. Morando em uma região do Maranhão, mãe e filho vivem as dificuldades enfrentadas pelas famílias pobres do interior brasileiro, onde o êxodo ainda é uma constante.  O filho desaparece ao sair da terra natal para tentar a sorte em outros locais e a mãe sai em busca do rapaz. Depois de uma longa jornada, ela o encontra trabalhando em regime de semi-escravidão, situação que ainda persiste nos nossos grotões mesmo após os mais de 130 anos da assinatura da Lei Áurea. 

A exposição de trabalhadores rurais e esse tipo de trabalho escravo e degradante é causa de doenças mentais diversas, entre elas a depressão, que pode levar ao suicídio; daí a AMP, neste Setembro Amarelo ao  trazer o tema para ser debatido não somente por profissionais da psiquiatria, como também pelo diretor Barbieri, pretende alertar a sociedade para um problema não só de saúde  mental, como de saúde social.

Data: 27 de setembro de 2022

Local: Centro de Convenções AMMG – Av. João Pinheiro, 161  – Centro – Belo Horizonte/MG

Horário: 19h às 21h30

PÚBLICO ALVO: Estudantes de Direito, Enfermagem, Psicologia e Serviço Social; Profissionais da Saúde Mental, Médicos e Residentes
em Psiquiatria (com emissão de certificado de participação).

Inscrições podem ser realizadas durante o evento

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.


− dois = 5