Palavra do Presidente

Editorial

Chegamos ao fim de um ano bastante complexo e completamente fora do comum. Neste momento que estamos encerrando o primeiro triênio de nossa gestão, agradeço a todos que estiveram conosco. Quero homenagear os membros de nossa diretoria e lembrar a dedicação que cada um teve no decorrer desse período.   Foram momentos intensos e a participação de todos se refletiu em conquistas e resultados muito positivos.

Durante os últimos três anos, conseguimos que a AMP se tornasse uma das mais importantes associações da área médica do país. Hoje somos referência para a psiquiatria em todo o Brasil e a inovação foi, durante nossa gestão, uma prioridade. As três últimas Jornadas Mineiras de Psiquiatria trouxeram premiações, apresentações culturais, exposições de artes plásticas e, claro, um número grande de importantes psiquiatras brasileiros e estrangeiros. A jornada deste ano, por causa da pandemia, foi totalmente online e reuniu autoridades e temas cruciais para o nosso setor.

Com os problemas advindos da pandemia, nossa gestão precisou tomar decisões rápidas e ousadas para assegurar a continuidade dos trabalhos da AMP. Foi realizada uma série de webinares onde profissionais tiveram oportunidade de discutir o momento atual e como as doenças mentais têm se manifestado.

Ainda este ano a AMP, em parceria com o Conselho Regional de Medicina (CRMMG), elaborou a campanha “Médico, Cuide de sua Saúde Mental”. A iniciativa, também inovadora, teve como objetivo realizar o atendimento gratuito a médicos que, na frente da batalha contra a Covid-19, já se ressentiam de problemas emocionais oriundos do estresse diário do serviço nos hospitais, serviços de urgência e UTIs.

Outra inovação no calendário de eventos de 2020 foi a realização do primeiro debate dos candidatos à prefeitura de Belo Horizonte. Pontos convergentes e discordantes foram apresentados pelos candidatos sempre com o tema voltado à saúde mental e seus investimentos públicos.

A saúde mental e o desenvolvimento humano são os motivos determinantes do nosso trabalho. Reiteramos ser fundamental que o poder público desenvolva políticas de expansão ao atendimento psiquiátrico. Com a pandemia, analisar a saúde mental das faixas etárias da população é se deparar com urgências fundamentais. Isso em um contexto onde centros de acolhimento e hospitais psiquiátricos agonizam com a carência de recursos básicos. Para piorar o quadro, este ano, o governo do estado desviou a finalidade de um dos mais importantes hospitais do estado, o Galba Velloso.

Por esse motivo quero agradecer também, em nome de toda a diretoria, quem apoiou a nossa reeleição.  Somente unidos teremos representatividade e voz junto aos órgãos públicos e a sociedade. A saúde mental é fundamental para o desenvolvimento humano, principalmente nessa época de isolamento e perdas. Estaremos juntos na continuidade de um trabalho visando à evolução da psiquiatria tanto no campo científico, quanto no social.

Muito obrigado mais uma vez e contem com a AMP.

Apresentamos o grupo eleito para o triênio 2021/2022/2023 na Associação Mineira de Psiquiatria e suas principais propostas

 

Psiquiatria em Ação!!

Diversidade nas ideias, trabalho coletivo e a psiquiatria mineira unida!

Em defesa do psiquiatra, do paciente e da medicina: união

É com grande satisfação que apresentamos aos colegas o resultado de negociações estabelecidas entre esta Associação (AMP) e a Associação Acadêmica Psiquiátrica de Minas Gerais (AAP-MG), que culminou com a absorção da segunda pela primeira, aprovada em 10/09/2020. Enfim, um novo movimento se deu, reunindo a psiquiatria mineira num foro único que contemple a todos. Hoje, somos todos Associação Mineira de Psiquiatria – AMP.

Luta

Um ponto importante a se destacar na atuação da AMP sobre a atual gestão é sua participação na luta por uma assistência digna aos pacientes com transtornos psiquiátricos, sempre embasada por critérios científicos e não por posições ideológicas, bem como na luta em defesa do Ato Médico. A intensa mobilização em prol da reabertura do Hospital Galba Velloso, iniciada e levada a frente por valorosos psiquiatras que atuam na rede pública, foi de pronto encampada pela AMP. Através de intensa atuação política e sempre ao lado desses colegas, participamos do esforço que resultou em uma ação do Ministério Público Estadual e na criação de uma CPI na Câmara Municipal de Belo Horizonte para investigar o fechamento desse hospital. Obtivemos também junto à secretária de saúde de BH a revogação da absurda resolução que praticamente proibia o uso de ECT na rede pública desse município. Por fim, através de uma atuação intensa nas redes sociais e junto aos órgãos de imprensa, estamos cada vez mais conquistando corações e mentes na luta contra os desvarios dos militantes da chamada luta antimanicomial. A chapa Psiquiatria e Ação dará continuidade a essas ações e, nessa direção, já anuncia que criará a Comissão de Defesa do Paciente, onde estarão presentes muitos dos colegas que atualmente participam desse movimento.

Vivemos momentos muito difíceis na saúde de nosso país e mais ainda na saúde mental. Temos o desafio de construir um sistema moderno, que funcione em rede, contemplando múltiplos equipamentos (ambulatórios, centros de convivência, C.A.P.S., leitos hospitalares de altíssima qualidade) e muito mais

Diversidade

A Psicoterapia, fundamental e inerente à clínica psiquiátrica, sempre foi muito valorizada pela AMP nos nossos três anos de gestão. Contamos com um Departamento de Psicoterapia que organiza, a cada congresso, mesas e palestras que privilegiam, tanto a psicanálise, quanto as outras técnicas psicoterápicas existentes na atualidade. A Psicoterapia contou com seu lugar de destaque, como sempre deveria constar na atividade clínica do psiquiatra, desde o primeiro atendimento ao paciente, com o acolhimento e a arte da escuta, e nos acompanhamentos posteriores, nessa especialidade médica em que as palavras,os sentimentos e a ciência são nosso maior tesouro.

A dicotomia entre pacientes psiquiátricos e clínicos leva a uma visão limitante, frequentemente acarretando prejuízos graves nos diagnósticos e tratamentos. Sabe-se que doentes psiquiátricos adoecem mais clinicamente e têm menor expectativa de vida, e pacientes com outras doenças crônicas também tem mais transtornos psiquiátricos. Temos uma rica rede de psiquiatria de ligação e interconsulta psiquiátrica e a atual gestão da AMP promove a integração desses serviços, estimula a criação de novos serviços de psiquiatria de ligação e promove há alguns anos eventos acadêmicos de psiquiatria de ligação. Nosso objetivo é reduzir o estigma e a segregação, promover educação continuada e melhorar o cuidado clínico dos portadores de transtorno psiquiátrico e o cuidado adequado dos transtornos psiquiátricos em portadores de doenças clínicas.

O Congresso de Todos os Mineiros!!

A nossa Jornada Mineira de Psiquiatria é hoje um grande sucesso e se consolidou como o maior evento da psiquiatria brasileira, depois do Congresso Brasileiro de Psiquiatria. Temos tido a cada edição centenas de colegas, de todos os cantos de Minas Gerais, mas também colegas de outros estados que começaram a vir às Gerais em busca de educação continuada de primeiríssima qualidade.

Em 2020 tivemos o desafio da pandemia que impossibilitou um evento presencial. Desafio superado, fizemos um enorme evento online, um dos maiores do mundo em nossa área em 2020, com quase mil participantes mais de trinta palestrantes internacionais, dezenas de palestrantes de Minas e outros estados. Mais de cem horas de programação de altíssima qualidade.

Porque Minas são muitas

Minas Gerais, nosso estado-país, tem grande diversidade regional e psiquiatras espalhados por todas os seus cantos, de norte a sul. A nossa Associação de Psiquiatria tem que atender a todos, compreender as diversidades, as dificuldades e os potenciais de cada região. Uma coisa, entretanto, é certa: a  psiquiatria mineira é de altíssima qualidade. O psiquiatra mineiro é extremamente bem formado!

Uma AMP moderna necessita atuar em todo o estado. Por isso temos comissões formadas por colegas de todas as regiões. Já avançamos muito e faremos muito mais. Teremos hoje atividades científicas e associativas em todas as regiões do estado e eventos científicos de alta qualidade em cada uma delas.

Conheça toda a composição de nossa atual diretoria.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


cinco − = 3